quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

O Artista

 

   Em meio à nova tecnologia do cinema, filmes em 3D, animações perfeitamente reais e efeitos especiais, O Artista é um retorno ao passado: mudo e em preto e branco. Com 10 indicações ao Oscar, é um dos filmes com a maior bilheteria recentemente.
   Além de algumas passagens de Chaplin, nunca tinha visto cinema mudo. Foi muito diferente do que já estava acostumada, uma perspectiva totalmente nova. O filme se passa na época em que ocorreu a transição do cinema mudo para os primeiros filmes falados. Com música instrumental, não deixamos de perceber perfeitamente a mensagem do filme: às vezes, nem notamos que os personagens estão em silêncio.
   Com certeza, um bom filme para todas as idades. É indispensável para os amantes de cinema!

   Curiosidade: Infelizmente, a entrada de Uggie na Cerimônia do Oscar foi negada - o cãozinho já tinha até o seu traje preparado.

Matt Sayles/ AP - O cão Uggie, um dos protagonistas do filme. 

2 comentários:

  1. Os filmes mudos são muito difíceis de se fazer.
    Os atores precisam saber demonstrar as emoções sem usar a fala, e a música de fundo tem que combinar perfeitamente com a trama e as ações que estão acontecendo na tela. Requer um trabalho e uma dedicação extrema. Tanto que não me surpreenderia se esse filme não elvasse alguns Óscars pra casa.
    (Óscars ou Óscares?) D=

    ResponderExcluir
  2. Sensacional!Amei este filme! ♥

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...